Transparências, bordados e até pochetes, compuseram o mapa astral de Helô Rocha em desfile um tanto místico

Quem esperou ansiosamente o último desfile do quarto dia da semana de moda paulista não se decepcionou, muito pelo contrário, a estilista Hêlo Rocha surpreendeu a todos com sua nova coleção. Tendo abandonado sua antiga grife, conhecida como Têca, a artista apostou em uma marca homônima ao seu nome, trazendo uma mistura de fantasia e misticismo às passarelas do SPFW 2016.

De uma viagem ao estado de Goiás, mais precisamente a cidade de Alto Paraíso, conhecida por ter uma áurea astral diferenciada, surgiu a inspiração para Hêlo compor sua coleção fall/inter 16’s. Sua experiência visitando o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, área de preservação natural extremamente turística, lhe rendeu uma vivência da forte energia local que a natureza de lá proporciona, fazendo-a retornar com idéias incríveis que misturaram os 4 elementos: ar, água, terra e fogo, representados pelas cores verde, bordô, preto e branco, aos os 12 signos do zodíaco, bota misticismo nisso!

Com uma estrelada platéia contendo ícones como Yasmin Brunet, Sabrina Sato e a musa fitness Gabriela Pugliesi, a estilista deixou um pouco de lado as estampas da Têca e trouxe muitas texturas às suas criações, utilizando bordados, tule e também couro com aspecto croco e penas. Além disso, golas altas em estilo vitoriano e recortes nas rendas delinearam a silhueta feminina.

Utilizando técnicas e mão de obra manual, também estiveram presentes a tendência forte vista em quase todos os desfiles desta edição do evento: as transparências, algumas deixando seios à mostra. A estilista fez versões sofisticadas deste estilo sexy de se vestir.

Contrapondo este lado sensual, botas de couro foram utilizadas, com um perfume bastante country. Outra inovação foram as pochetes. Isso mesmo! Helô as trouxe de volta às passarelas fazendo uma releitura das mesmas, desta vez um tanto fashionista. Confira as fotos:

 [awesome-gallery id=11203]

 

Artigos Relacionados