Amapô lacra o maior evento de moda do Brasil com arte, teatro, clima gótico e sem preconceitos!

Após 6 dias intensos de uma moda brasileira de fazer inveja às passarelas ao redor do mundo, é chegada a hora de se despedir da 40ª edição do SPFW. Assim como na coleção primavera/verão 2016, a irreverente Amapô lacrou a última noite do evento, mas desta vez a ousadia foi ainda maior.

Criando uma verdadeira apresentação teatral, dramática e lúdica, com direito a blackout, trilha sonora impactante, sincronizada com os as luzes dando clima de arte ao desfile, modelos andróginos e muita moda fashionista, as estilistas Carolina Gold e Pitty Taliani trouxeram o goticismo com referência vitoriana às suas criações.

Os tecidos utilizados reforçaram mais uma vez as tendências da próxima estação. O queridinho dos estilistas para o inverno 2016, o veludo, assim como os babados, vieram muito bem trabalhados nas peças desta grife. Tivemos também muito couro, dando um ar rocker e fetichista ao desfile.

Os jeans flare super justos fizeram muito sucesso com o público presente e a cintura alta em camurça deu um toque descolado aos looks. A cartela de cores foi bastante vibrante, expulsando a monotonia cromática das glamourosas passarelas.

E assim se foi o São Paulo Fashion Week Outono/Inverno 2016. Sem preconceitos, com moda brasileira de qualidade e aplaudidas de pé por todos. Parabéns as estilistas. Enjoy it.

Artigos Relacionados