SERRA DO NAVIO: PEQUENA E BELA NO AMAPÁ

Compartilhe nas Redes Sociais
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Serra do Navio, no Amapá, fica a 217 quilômetros da capital Macapá e conta com belezas naturais escondidas pela Mata Atlântica. Por lá, trilhas pela mata nativa que contam com poços e quedas d’água pelo caminho são opção de passeio no Parque Municipal do Canção.

A cidade, de pouco mais de 10 anos, ainda peca em estrutura, com suas casinhas praticamente idênticas e pouco comércio aberto, porém, suas paisagens de extrema beleza em plena Floresta Amazônica, tornam o  lugar maravilhoso para se curtir  boas férias.

Além das trilhas, um dos destaques na região é a observação de pássaros. Com sorte e paciência, você pode avistar por lá o beija-flor-brilho-de-fogo, exclusivo da região.

Entre as cachoeiras e corredeiras, não deixe de conhecer a da Pedra Preta e do Capivara. Apesar do difícil acesso – só se chega até elas de barco – o cenário encanta, com suas árvores centenárias e quedas de altura impressionante.

Já a Lagoa Azul, com profundidade de até 80 metros, é perfeita para um mergulho. Com uma pequena caminhada, é possível chegar a uma grande lagoa, que chama atenção por sua coloração. A Lagoa Azul é uma das atrações mais visitadas na Serra do Navio, e é própria para um banho rápido. A cor azul anil é dada por conta dos minérios da região.

Como chegar

O acesso ao município é feito, por Macapá, através da Estrada de Ferro Amapá, num percurso de 193 quilômetros que liga Serra do Navio ao município de Santana. Deste percurso, aproximadamente 108 quilômetros são de campos e 85 atravessando a floresta.

Onde ficar

Pousada Santa Barbara

Por: Eliria Buso Fotos :Embratur

Fonte: http://www.qualviagem.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Open chat
1
Olá!
Bem Vindo a Revista Digital mais querida da Amazônia!
Powered by