Ovulação

A ovulação é o nome do processo que ocorre, geralmente, na metade do ciclo menstrual, quando alterações hormonais ativam um ovário a desprender um ou mais futuros óvulos, podendo ser espontânea ou induzida. Sobrevém uma vez a cada ciclo menstrual.

O objetivo do ciclo menstrual é preparar o organismo da mulher para a gravidez e dura normalmente de 21 a 35 dias (média de 28 dias), podendo variar de acordo com cada mulher e a cada mês. Por convenção, o primeiro dia de sangramento vaginal é denominado primeiro dia do ciclo menstrual. Nesta ação inclui-se duas fases: a primeira chamada Folicular ou Proliferativa, e a segunda denominada Lútea ou Secretora, ambas dirigidas por ações hormonais.

A fase Proliferativa tem início com o primeiro dia da menstruação. Principia com o amadurecimento e culmina com a liberação do futuro óvulo, quando se dá a ovulação propriamente dita.

O óvulo vindouro chega às trompas de Falópio, lugar onde acontece o seu encontro com o espermatozoide, ou seja, a fecundação.

A fase Secretora permanece desde a ovulação até o início do sangramento menstrual.

A ovulação geralmente ocorre 14 dias antes do próximo ciclo menstrual.

As células reprodutoras (gametas) masculinas e femininas são, respectivamente, os espermatozoides e os futuros óvulos, os quais se unem para dar origem aos descendentes. A mulher, ao contrário do homem, já nasce com todos os gametas. Por volta da vigésima semana de gestação, atinge o número máximo de 6 a 7 milhões. Por ocasião do nascimento, restam 1 a 2 milhões nos ovários. Na puberdade, somente 300.000 estão disponíveis, dos quais apenas 400 a 500 serão finalmente liberados durante a ovulação. Já na menopausa haverá apenas raros ovócitos dispersos.

No conhecimento do seu corpo e, até mesmo para evitar ou promover uma possível gravidez, é fundamental que a mulher tenha noções básicas sobre o ciclo menstrual e a ovulação.

Uma indagação comum feita pelas mulheres é: “Como sei que estou ovulando? Como sei que estou no meu período fértil?”

  • O período fértil dura 6 dias e acontece todos os meses até a menopausa, começando entre 10 a 14 dias após o primeiro dia da menstruação;
  • Há mulheres que sentem dor na ovulação, sabendo precisar até mesmo qual o ovário em que o processo está acontecendo. Outras não sentem absolutamente nada;
  • Aumento na quantidade e viscosidade da secreção vaginal (comparável à clara de ovo);
  • Intensificação do desejo sexual;
  • Acréscimo na temperatura corporal matinal.

Saber exatamente quando é o período fértil é importante para quem está tentando engravidar, para orientação de quando deve ter contato íntimo, pois assim há um aumento das chances de gravidez.

As mulheres que não desejam engravidar devem optar por um método contraceptivo, que não inclua somente a observação do período fértil. Os contraceptivos hormonais agem bloqueando a ovulação.

 

As ênfases de uma diminuição da fertilidade na mulher após os 35 anos foram claramente estabelecidas na literatura. Há uma forte associação entre a diminuição no número e na qualidade dos futuros óvulos com o aumento da idade, o que leva a reduzidas taxas de gravidez e importantes taxas de aborto.

 

Essas informações são de vital importância para as nossas mulheres. Em inúmeros casos vemos mulheres sem nenhuma noção sobre o funcionamento do seu corpo, resultando numa gravidez não planejada, por muitas vezes muito precoce, mexendo com o futuro desta mulher. Já no outo extremo, podemos observar mulheres que, na luta pelo mercado de trabalho e aprimoramento profissional, findam por muito protelar a gravidez esperada e, quando acreditam ser o momento ideal, a sua fertilidade não é mais responsiva a esse desejo.

 

Assim sendo, busca-se um equilíbrio na nossa sociedade, inclusive no aspecto reprodutivo, o qual será somente atingido quando a educação em saúde chegar adequadamente à população. Daí a importância da consulta ginecológica para todas as nossas mulheres.

 

 

Eline Maria Nogueira de Farias, médica Ginecologista e Obstetra.

Instagram : @dra.elinefarias

Contato : 092- 3659-3280

www.draelinefarias.com.br

Artigos Relacionados