Emagreça com o Índice Glicêmico

Apenas diminuir o consumo de calorias não é a melhor estratégia para emagrecer, é somente uma das variáveis que utilizamos com este objetivo,  assim como excluir os carboidratos da alimentação. O índice glicêmico (IG), refere-se a velocidade da elevação da glicose sanguínea gerada por um alimento, com base neste fato podemos classificá-lo em baixo, moderado e alto. Quanto mais alta a taxa de glicose do alimento, maior o estímulo para a liberação de insulina, que leva a glicose para o fígado, e quanto menor a taxa de glicose maior é o estímulo de glucagon, que leva o fígado a quebrar o glicogênio e liberar assim a glicose. Os alimentos que estimulam a rápida liberação de insulina podem levar ao acúmulo de gordura abdominal e ao desenvolvimento da diabetes, como se isso não fosse o suficiente, os alimentos de alto IG ainda contribuem para o surgimento da indesejada celulite. Confira alguns exemplos de alimentos e seus respectivos índices:

Baixo índice glicêmico: maçã, pera, damasco seco, cenoura crua, nozes, soja, ameixa, cereja, abobrinha, couve-flor, tomate, leite integral, grão de cevada, espinafre, iogurte light, alface, repolho, brócolis e arroz integral.

Médio índice glicêmico: pão de centeio light, biscoito de água, macarrão, laranja, ervilhas verdes, uva, feijão, pêssego fresco, passas, suco de maçã, mingau de aveia e cereal matinal all bran e pera. Apesar do baixo e médio índice glicêmico destes, não significa que você pode comer a vontade, sempre deve haver o equilíbrio.

Alto índice glicêmico: Milho, farinha de trigo, abóbora, batata frita, mel, pão branco, manga, batata cozida, waffles, suco de laranja, mel, purê de batata, melancia, banana madura amarela e beterraba. Esses alimentos não precisam ser excluídos da dieta, mas é importante moderar o consumo.

Os alimentos com baixo e médio IG, por serem absorvidos mais lentamente, mantêm a glicemia estável, estabilizando os níveis de açúcar no sangue e dando maior sensação de saciedade. Para ajudar a baixar o IG das frutas você pode associá-las com alimentos que contenham proteínas e gorduras boas. Um exemplo disso é adicionar iogurte a elas em um lanche. Portanto, para ajudar a emagrecer troque  ou associe alimentos de alto IG pelos os de médio e baixo IG. Mas lembre-se, antes de qualquer mudança na sua alimentação consulte um nutricionista, cada pessoa tem uma orientação própria, o ideal é ter uma dieta personalizada para cada indivíduo.

Encontre:

Hospital Santa Júlia – Manaus/AM

Artigos Relacionados