Manaus sedia Conferência Internacional de Turismo Sustentável na Amazônia
7 alimentos para tunar a imunidade das crianças nos dias frios
Como surgiu a tradição dos biscoitos da sorte?
Cinco dias de festa por Manaus e Rios da Amazônia
BUTECO DO GUSTTAVO LIMA É SUCESSO DE VENDAS
Como preparar o filho pequeno para trocar de escolinha?
Track&Field destaca destino brasileiro em sua campanha de Inverno 2020
10 tendências em looks para o fim de ano (quando e como usá-las)
Jardim Japonês – Caldas Novas em Goiás
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Tecnologia na infância: qual o limite e como monitorar?

By  |  0 Comentários
Compartilhe nas Redes Sociais

Permitir ou não permitir a tecnologia na infância do seu filho? Acredite, essa é uma dúvida muito comum em pais, mesmo nos dias de hoje onde computadores, smartphones e outros aparelhos eletrônicos estão amplamente presentes em nossas vidas. A nossa dica é: com o acompanhamento correto, esse tipo de acesso é permitido e bastante indicado para o desenvolvimento social e educacional da criança.

De fato, há riscos da tecnologia na primeira infância, mas é praticamente impossível limitar sua criança de ter acesso a um tablet, computador ou smartphone. As escolas estão cada vez mais interativas e orientam quanto ao uso correto da tecnologia. Então, o que acha de aprender o limite e como monitorar esse acesso também em casa? O resultado é uma segurança maior para você e uma interação melhor para seu filho. Entenda.

Segurança é o primeiro passo

Se você quer se preparar para inserir a tecnologia na infância do seu filho é importante observar a segurança que ele precisa. O primeiro contato com computadores e internet, por exemplo, precisa ser limitado. A conexão com a web nos leva a um mundo imenso de informações, que podem ser importantes ou não para a criança.

Não hesite em utilizar ferramentas de monitoramento ou o controle de pais que está disponível nos sistemas operacionais mais atuais de computadores. Informe-os sobre os perigos de acessar chats com desconhecidos ou publicar informações pessoais.

Incentive a criança para o uso de plataformas digitais

O mais importante é você também mostrar conteúdos interessante para seus filhos. Canais específicos do Youtube, previamente aprovados pelos pais; sites de jogos infantis, streaming de vídeos com opções de desenhos e muitos outros são ótimas dicas de inserir a tecnologia na infância de forma monitorada e sem altos riscos.

Há algumas plataformas digitais que otimizam o aprendizado do seu filho e são bastante divertidas. Lembre-se que você tem o domínio sobre o conteúdo e pode controlar o que a criança tem ou não acesso. Faça o filtro dessas plataformas e ensine-o o limite desse acesso.

A tecnologia na infância precisa ter hora controlada

A sua criança não deve ficar o dia inteiro em frente ao computador, videogame ou televisão. A internet influencia na vida do seu filho e você precisa ficar atento sobre isso. Crianças que passam muitas horas em companhia de aparelhos eletrônicos, tendencialmente têm dificuldade de se relacionarem, seja com a família, seja na escola.

O correto é permitir apenas algumas horas por dia e promover outras atividades para fazer com seu filho, como praticar um esporte, aprender a tocar um instrumento ou ler. Você pode e deve mostrar para a criança, em todas as suas faixas de idade, que é preciso controle sobre todas as atividades. A dependência exagerada da tecnologia não é algo positivo e pode desencadear diversos transtornos no futuro.

A tecnologia na infância é algo positivo desde que tenha limites. Como citamos no post, monitore o acesso do seu filho, controle o tempo e promova outro tipo de atividade.

Fonte: CBVWEB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
1
Olá!
Bem Vindo a Revista Digital mais querida da Amazônia!
Powered by