Alergias: trate e viva melhor

A tecnologia evoluiu bastante ao longo dos anos, porém este avanço também trouxe aspectos negativos, como a poluição e mudanças climáticas que influenciam muito em nossa qualidade de vida. É bastante comum encontrarmos pessoas com as mais diversas alergias; sejam elas fungos, poeira, ácaro, mofo, comidas como camarão, leite e até mesmo alguns medicamentos, que quando utilizados em pacientes hipersensíveis a eles, podem se tornar verdadeiros venenos. As mudanças do tempo influenciam muito também nos portadores de alergias de caráter respiratório, como asma, bronquite e rinite alérgica. Sem falar no clima quente e úmido de nossa região Amazônica, que favorece o crescimento de fungos e a outros fatores influenciadores destas doenças.

O que muitas pessoas não sabem é que alergias podem ser diagnosticadas e tratadas de maneira bem simples, mas para isso necessita-se de um profissional qualificado, é claro. Por falar em qualificação, ninguém melhor do que a nossa entrevistada de hoje. O nome dela é Dra. Nádia Betti, médica especialista em Clínica Médica pela Fundação Hospital Adriano Jorge (Manaus-AM), especialista em Alergia e Imunologia adulto pediátrica pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo – HSPE/SP (Serviço de referencia internacional ao atendimento de doenças alérgicas) e Membro Titular da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI). Atualmente trabalha no CAIAM (Centro de Alergia e Imunologia do Amazonas). Quer se inteirar mais sobre como ter uma melhor qualidade de vida tratando sua alergias? Confira:

Segundo ela o dia-a-dia do médico Alergista é muito diversificado, podendo englobar diversas enfermidades como: rinite alérgica, asma brônquica, urticárias físicas, imunodeficiências (pessoas que costumam sofrer de infecções virais, bacterianas ou fúngicas), dermatite de contato (doença relacionada ao uso de metais em bijuterias, cosméticos, perfumes, etc), alergias a medicamentos e a alimentos. São tantos tipos de alergia que muitas vezes é difícil a identificação do desencadeante por parte do paciente alérgico, antes de fazer os exames que se tornam necessários.

Ao marcar uma consulta, a pessoa será submetida a uma entrevista detalhada para a obtenção de dados clínicos e diagnóstico, após isso receberá o tratamento mais adequado. Vários testes são utilizados no diagnóstico. O CAIAM disponibiliza os seguintes:

Teste Cutâneo de Leitura Imediata ou Prick-Test: Extratos com as substâncias a serem verificadas as alergias são colocadas no antebraço do paciente para ver como o corpo reage. Dentre as substâncias utilizadas temos: ácaros, fungos, pêlos de animais, pó, mosquitos, formigas, e alguns tipos de alimentos. Quanto à confiabilidade deste exame, temos um expressivo valor de 98%. Ele é feito de forma segura e bem rápida, durando por volta de 30 minutos.

Teste de contato ou Patch-Test: Já este exame é realizado nas costas do paciente. Este é submetido à aplicação de substâncias padronizadas pela Associação Brasileira de Estudos em Dermatite Contato, conforme indicação clínica individualizada. Dois tipos de bateria de exames são feitas. Uma delas é composta por 30 substâncias que possuem um maior potencial de alergenicidade, como formulações de pomadas, cremes, xampus, corantes, etc. A outra bateria é voltada para os cosméticos, contento 10 substâncias que estão presentes em maquiagens, perfumes, hidratantes, etc.

Outros exames também existem com esta finalidade. “O diagnóstico de alergia também pode ser feito através da dosagem no sangue de imunoglobina IgE específica, exame que se popularizou ficando conhecido como “RAST”, fazendo referência às técnicas laboratoriais usadas na época. Hoje em dia já avançamos ainda mais no diagnóstico, e contamos com a identificação de alérgenos a nível molecular”, nos conta a Alergista.

O diagnóstico de alergias é fator primordial no tratamento, que com certeza proporcionará uma melhora da qualidade de vida, evitando desconfortos e crises alérgicas desnecessárias. É pensando nisso que o CAIAM tem como proposta trazer para Manaus o que há de mais moderno e eficaz no diagnóstico e tratamento de doenças alérgicas. A imunoterapia é uma delas, considerada como uma espécie de “vacina para alergia”, pode ser indicada na maioria das doenças alérgicas. Seu uso pode ser por injeções intramusculares ou através de gotinhas por via oral. “Pacientes com rinite alérgica melhoram 80% dos sintomas durante o tratamento”, diz Nádia.

Porém esta melhora não para por ai, a economia na compra de medicamentos para crise alérgica, o surgimento de outras doenças (como a asma), e a diminuição do inchaço devido ao uso de corticoides por longo período também são exemplos de benefícios do uso da imunoterapia. “Um dos principais pontos positivos do uso deste tratamento é a melhoria da qualidade do sono e da qualidade de vida do paciente, o que evitam até mesmo faltas no trabalho e na escola por parte destes. Hoje em dia muitas alergias tem tratamento, basta apenas escolher um bom profissional e realizar o tratamento prescrito da forma adequada”, conclui a Imunologista.

Onde encontrar:

CAIAM- (Centro de Alergia e Imunologia do Amazonas)

Fone: 092- 3342-6819

CRM/AM: 6050

Artigos Relacionados

Márcio Cortez