Mitos e verdades sobre o câncer de colo do útero

Uma das doenças mais temidas pelas mulheres, o câncer de colo uterino, vem ganhando cada vez mais expressão com a liberdade sexual nos tempos atuais quando praticada de forma desinformada, sem a prevenção necessária para o maior vilão – o HPV.

O Papiloma Vírus Humano (HPV), transmitido sexualmente em relações sem uso de preservativo, tem sido o responsável não só pelo câncer de colo uterino, mas também pelos tumores de pênis, vagina, ânus e cavidade oral – pelas variadas modalidades sexuais.

Esse tumor é responsável pela quarta causa de morte em mulheres no Brasil e é o terceiro mais frequente, após o câncer de mama e do intestino grosso, segundo dados do INCA. Já no estado do Amazonas, as estatísticas do câncer de colo do útero são um pouco diferentes, ultrapassando o câncer de mama– tornando-se uma doença mais preocupante ainda. Mas saiba que ela é completamente prevenível e evitável.

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento da doença são: infecção pelo vírus HPP, primeira relação sexual precoce, elevado número de parceiros sexuais, grande número de filhos e consumo de cigarro. O diagnóstico é feito através de visitas rotineiras ao ginecologista para um simples exame padrão e coleta do preventivo, onde se houver suspeita deve ser investigado com mais cuidado por um ginecologista ou cirurgião oncológico que atue nessa área, aprofundando a investigação até a confirmação da doença.

O tratamento se baseia em dois pilares: radioterapia associada à quimioterapia em casos mais avançados; ou a cirurgia, que se limita aos casos mais precoces. Lembrando que independente da fase da doença, o tratamento busca sempre a cura, mesmo nos casos que se faz radioterapia e quimioterapia.

O Amazonas, por possuir um volume muito grande de câncer de colo uterino, realiza um grande número dessa cirurgia, tornando os cirurgiões oncológicos do Amazonas referência para essa patologia. A grande maioria dos casos é realizada por cirurgia convencional, mas já está disponível nos principais serviços privados de Manaus a cirurgia por videolaparoscopia (procedimento cirúrgico no qual se visualiza a cavidade abdominal por meio de uma câmera de vídeo) – realizado há um ano por nossa equipe no Serviço de Oncologia do Hospital Santa Júlia. Isso permite que mantenhamos o Amazonas com a mesma estrutura de resolutividade dos grandes centros, garantindo o tratamento adequado com segurança, melhor recuperação pós-operatória, menor tempo de internação e melhorando o efeito estético que sempre foi uma marca dos pacientes oncológicos, minimizando as sequelas físicas e psicológicas que já são naturalmente expostas.

Encontre:

Dr. Jeancarllo Silva
Cirurgião Oncológico e Laparoscópico
(92) 98117.0747 / Millennium sala 206 – (92) 3342.8732 / Hospital Santa Júlia (92) 2121.9060

Artigos Relacionados