Inspirada em mobiliários dos anos 50, a estreante Coven utiliza tricô, sobreposições e muitas listras

A estréia da mineira Coven surpreendeu todos os fashionistas presentes nesta noite de quarta-feira no São Paulo Fashion Week. Inspirada nos mobiliários dos anos 50, a grife retratou uma mulher que habita um lugar agradável e aconchegante, colecionando objetos como esculturas e pinturas. Quando questionada sobre suas criações no backstage do evento de moda, a estilista Liliane Rebehy revela: “É uma mulher imaginária que escolhe o que vai colocar no seu look nesse ambiente”.

Listras, listras e mais listras. Com diferentes padronagens o P&B tomou conta de muitos looks, utilizando estas formas geométricas de maneira impressionante e criativa.

Além do bom e velho preto e branco, tivemos cores vibrantes como amarelos, azuis e magentas pontuando tons terrosos. O tricô, também marca registrada da grife, esteve presente em cobertores oversized enrolados no corpo, se tornando um dos pontos altos do desfile.

Outra novidade foi a parceria feita com a grife Carreira Jeans. As calças ganharam uma lavagem especial, com ar anos 70 e alfaiataria.

Silhuetas alongadas, jacquards com padrão de jacarandá, muitas sobreposições e androgenia, assim foi este desfile estreante, porém surpreendente.  Confira:

[awesome-gallery id=11233]

Artigos Relacionados