Diabetes e Nutrição Esportiva

Sabia que cresce, abruptamente, o número de diabéticos no Brasil: mais de 13 milhões residentes no nosso País.  Culpa de quem? Hereditariedade? Não! Temos uma alimentação regada a carboidratos simples e açúcar, além de nunca termos tempo para atividade física. Não é mesmo?

O exercício físico regular é indicado para o controle de todos os tipos de diabetes, independente da idade.  O exercício aeróbico melhora a sensibilidade à insulina; o treinamento de resistência melhora a absorção de glicose sanguínea e o aumento da massa muscular.  Pesquisas revelam que a prática de exercícios de resistência pode aumentar o transporte de glicose para o músculo, beneficiando na capacitação de glicose sanguínea.  Desse modo, diabéticos tipo I que não produzem insulina e tipo II que possuem resistência a esse hormônio, são beneficiados.

Independente de ser insulinodependente ou não, deve-se realizar a aferição da glicose 30 minutos antes do treino.  Caso a glicemia esteja inferior a 110mg/dL deve-se realizar o consumo de alimentos fonte de carboidratos de baixo/médio índice glicêmico. Recomenda-se o consumo de pães integrais, cereais integrais ou frutas com farelos.  Caso o indivíduo consuma alimentos de alto índice glicêmico, as chances de ter hipoglicemia são grandes, levando este indivíduo a sentir tonturas, tremores e suor, podendo até, desmaiar.

Então, se você é diabético, nada de desculpas, pois além de regular os níveis de insulina e de medicamentos, a atividade física aumentará a sua qualidade de vida e diminuirá o risco de desenvolvimento de outras doenças crônicas. 

Lembre-se: nossa saúde, nosso bem maior!

Grande abraço da Nutri

—————————–x———————————

Por: Flávia Cunha- Nutricionista

Onde encontrar:

Instagram: @coisas_denutri

_______________x________________________

Produção@emvisaooficial
Beleza:      @eiffel_latour
                   @vilabelle
Locação:   @sierramanaus
Veste:        @morena_modas

Fotos:        @alexandrestone1

Artigos Relacionados