UMA NOTÁVEL IMPORTÂNCIA

Com Leidiana Rêgo CRO AM – 2994

O sorriso é o cartão de visita de qualquer pessoa. Por conta disso, é notável a importância de um tratamento adequado visando recuperar ou restaurar as condições dos dentes. Especialista em Ortodontia e Implantodontia, a Dra. Leidiana Rêgo esclarece pontos sobre os procedimentos ortodônticos e quando é o momento correto para procurar um especialista. Confira:

O que é um especialista em Ortodontia?

Ortodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada. O cirurgião dentista especializado na área recebe o título de ortodontista. É ele quem faz o diagnóstico, previne e trata os problemas de crescimento e desenvolvimento da face, tais como dentes tortos e disfunção da maxila, que impactam diretamente na higienização e funcionalidade da arcada e podem acarretar a perda precoce dos dentes ou mesmo de estresse adicional aos músculos da mastigação.

Quando procurar um especialista?

O tratamento ortodôntico pode ser feito em qualquer momento da vida e em qualquer idade. Aconselhamos a primeira avaliação a partir dos 6 anos, quando já é possível diagnosticar alguns tipos de problemas que podem ocasionar a má oclusão, tais como respiração bucal, hábitos de chupar dedo ou chupeta, interposição da língua entre os dentes, ao falar ou deglutir. Nessa idade é possível diagnosticar possíveis alterações dos ossos maxilares onde o tratamento ortopédico se faz necessário.

O que é necessário para iniciar um tratamento?

É necessário que o paciente esteja em boas condições de saúde bucal, sem cáries ou problemas periodontais (sangramentos na gengiva). O especialista pede uma série de exames como radiografias, fotografias e modelos das arcadas dentárias para executar o planejamento e o plano de tratamento mais adequado ao caso a ser tratado.

Qual a origem dos problemas ortodônticos?

Os problemas ortodônticos invariavelmente são ocasionados pela má oclusão (encaixe incorreto das arcadas dentárias), causada por deformidades que ocorrem devido a variações no processo de desenvolvimento da face e, portanto, precisam ser avaliadas numa perspectiva comparativa com o desenvolvimento esperado.Se formos nos comparar com nossos ancestrais, constataremos que hoje temos ossos maxilares pouco desenvolvidos, o que, entre outras causas, é devido à alimentação cada vez mais processada, o que mitiga a regularidade e importância da função mastigatória correta, mudança que se não for combinada com a redução das arcadas, tamanho e número dos dentes, poderia levar ao alinhamento e desalinhamento dos elementos dentários.

Em quanto tempo é realizado um tratamento ortodôntico?

Não existe uma duração predeterminada. Cada caso é avaliado de acordo com suas particularidades, podendo variar conforme o tipo de má oclusão, idade do paciente, aparelho utilizado e a mecânica escolhida. Os cuidados com a alimentação, mastigação e higiene serão redobrados nesta fase, com contraindicações para alimentos que podem quebrar o aparelho ou interferir na mecânica aplicada, tais como balas, chiclete, pipoca, gelo, alimentos demasiadamente sólidos, crocantes e pegajosos.

Qual a diferença de tratamento para pacientes adultos e crianças?

A diferença do tratamento entre adultos e crianças é o crescimento ósseo. Na infância os resultados são mais previsíveis e rápidos. Na face adulta o movimento dos dentes costuma ser mais lento, em contrapartida a ortodontia contemporânea tem oferecido cada vez mais opções pra esse paciente adulto que quer se tratar, não tem muito tempo e não quer ficar (ainda que temporariamente) com o “sorriso metálico” dos aparelhos convencionais. Hoje existem diversas opções disponíveis no mercado, desde aparelhos invisíveis, feitos com setup (aparelho de acrílico removível), aparelhos de porcelana, safira, e os que são montados na parte interna dos dentes, que possibilitam um tratamento ortodôntico discreto e não ostensivo.

Quando é necessário extrair dentes permanentes em algum procedimento?

A indicação para extração de dentes permanentes é rotina na ortodontia contemporânea, isto porque normalmente é necessário abrir espaços que possibilitem o alinhamento dos elementos dentários, sendo indicação para alguns casos de má oclusão. Entretanto, a escolha do dente a ser extraído depende do plano de tratamento traçado e condições clínicas que somente o especialista poderá avaliar.

Encontre

Clínica Dra. Leidiana Rêgo

Rua 48 Nº 1009 Japiim II

(092) 3237-6188  / 99152-9328

Artigos Relacionados