Tendências da temporada Couture outono-inverno 2017/18 – Por Juliana Perrone

A temporada couture outono-inverno 2017/18 acabou, mas deixou saudades e algumas tendências:

Aplicação de flores em relevo, muita transparência, vestidos com fendas laterais e dégradé, volumes, peças desestruturadas e assimétricas, estilo medieval e, como sempre, looks baphônicos!  Destaque para as marcas Chanel,Fendi, Elie Saab, Georges Hobeika,  Stéphane Rolland, Alexandre Vauthier, Dior e Ralph Russo. As petite mains dos ateliês de costura somaram, em algumas silhuetas, mais de 300 horas de trabalho.

Destaques:

A miumiu veio com um dressing cheio de referência girly como shortinhos, jumpsuits, macaquinhos, casacos floridos, so fun! Entre as tops estavam Kendall Jenner e Anna Ewers

Para o desfile da Dior, Maria Grazia Chiuri apostou na proposta de uma mulher globe-trotter.  A mulher dessa temporada se adapta a uma couture usável e possível:

A Versace não fez desfile e seguiu na linha de apresentações na Couture. Peças escuras bordadas com fios dourados fizeram contraste com silhuetas claras e iluminadas. A alfaiataria está perfeita e o volume ousado:

O desfile da Armani Privé na Place du Trocadéro, em Paris mostrou um trabalho minucioso de aplicações de flores, contas e lantejoulas, além de bordados. O vestido da foto mostra um bustiê que acompanha as criações do vestido:

A Maison Margiela nos apresentou uma couture bem artesanal, com recortes assimétricos, peças desestruturadas, marcar registrada da Maison. Os cabelos vieram com raízes coloridas, aplicações de tecidos, penteados diferente e uma make quase androide. Detalhe para as botas cowboy desejo, na altura dos joelhos e metálicas em dourado, azul e branco:

O estilista libanês Elie Saab se inspirou em contos medievais para essa coleção, com tecidos leves, vestidos acinturados, brocados e blusas com recortes pontiagudos. Até a tiara de testa remete ao tema:

Maison Valentino veio com silhuetas fluidas e alongadas, distantes do corpo. O vestido que se transforma em capas com gorros ou por cima de transposições de camisas e coletes. Um show, comme d’habitude. Bravissimo!

O desfile de Alta Moda da Dolce Gabbana aconteceu na Piazza Pretoria em Palermo, na Sicília. Como sempre, a marca italiana apresentou looks incríveis e supertrabalhados, com uma riqueza de matéria-prima:

Alexandre Vauthier arrasou com sua Sylver Purple & Green boots:

 Rodarte apresentou uma colação Pretty in Pink com, muito floral, bordado, tule e babados:

A Fendi apresentou um desfile com peças de um acabamento perfeito e detalhes icônicos, transparências e aplicações:

Giambattista Valli teve o drama como inspiração:

Disco night com Alexandre Vaulthier:

Chanel surgiu com vestidos cheios de volume, peças sizzles, alfaiataria e transparência:

 

 

 

 

 

 

Artigos Relacionados