SUF- Síndrome das unhas frágeis.

Por Dra. Danielle Albuquerque

A síndrome das unhas frágeis (SUF) é alteração inespecífica que se caracteriza por diminuição da resistência ungueal. Segundo relatos recentes, trata-se de moléstia comum que afeta até 20% da população, sendo mais freqüente no sexo feminino. Suas causas ainda não foram completamente elucidadas, mas acredita-se que a síndrome tenha origem tanto vascular quanto física ou traumática.

Para a maioria dos pacientes com SUF o incômodo é primordialmente cosmético, mas muitos também se queixam de dores, além de dificuldades nas atividades cotidianas e laborais.2

Clinicamente, as manifestações mais usuais da SUF são a onicosquizia, a descamação lamelar da borda livre ungueal, e a onicorrexe, caracterizada por alteração da espessura da lâmina ungueal. A apresentação clínica usual da onicorrexe consiste na fragmentação triangular da borda livre ungueal, observada em alguns pacientes.

A exposição a agentes químicos (solventes, ácidos, sais, etc.), alguns cosméticos (formaldeído), fungos e traumas repetitivos (digitação) podem interferir com a adesão intercelular dos corneócitos e iniciar a SUF. Além disso, esses fatores parecem atuar de maneira cumulativa, determinando maiores alterações ungueais com a maior exposição ao longo do tempo. Outro fato a salientar é que unhas de idosos têm percentual ainda menor de lipídios, mostrando, portanto, maior suscetibilidade para unhas frágeis.7,9,10

O desenvolvimento ungueal também pode estar comprometido por alterações primordiais em sua formação, incluindo modificações na matriz ungueal. Qualquer fator intrínseco do organismo ou doença que impeça corretamente a formação das unhas pode desencadear a SUF. Podemos citar alguns fatores desencadeantes como hipotireoidismo, hipertireoidismo, acromegalia, diabetes, gravidez, anorexia, bulimia. Deficiências  circulatórias e fenômeno de Raynaud ( problemas de circulação e reumatológicos) reduzem a oxigenação das unhas ou sua queratinização, devendo, por isso, ser investigadas em pacientes com unhas frágeis. Uma causa freqüentemente negligenciada é o uso abusivo de removedores de esmalte, como a acetona, que promovem secagem excessiva das unhas e acarretam SUF. Anemia, sarcoidose, infecções crônicas e policitemia vera podem reduzir a oxigenação das unhas, também sendo causas de SUF.

Ao identificar algum problema característico, procure um dermatologista capacitado em tratamento de Unhas. Não fuja para unhas de gel, acrílico e etc; você só estará fugindo ou omitindo um grave problema por falará de investigação. 

Podemos continuar a falar sobre o assunto em breve. 

Base de dados: 

An. Bras. Dermatol. vol.82 no.3 Rio de Janeiro May/June 2016 

Encontrar:

Intagram: @dra.danialbuquerque

Artigos Relacionados