Manaus sedia Conferência Internacional de Turismo Sustentável na Amazônia
7 alimentos para tunar a imunidade das crianças nos dias frios
Como surgiu a tradição dos biscoitos da sorte?
Cinco dias de festa por Manaus e Rios da Amazônia
BUTECO DO GUSTTAVO LIMA É SUCESSO DE VENDAS
Como preparar o filho pequeno para trocar de escolinha?
Track&Field destaca destino brasileiro em sua campanha de Inverno 2020
10 tendências em looks para o fim de ano (quando e como usá-las)
Jardim Japonês – Caldas Novas em Goiás
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Relógio Municipal de Manaus

By  |  0 Comentários
Compartilhe nas Redes Sociais

Inaugurado no início do século XX, o Relógio Municipal foi instalado na avenida Eduardo Ribeiro, em 1927, compondo a paisagem arquitetônica da praça XV de Novembro, mais conhecida como praça da Matriz.

Para o coordenador do PAC Cidades Históricas, Rafael Assayag, a restauração de um dos principais monumentos históricos da capital, além de lembrar o passado, marca uma nova história de crescimento para Manaus. Ele lembra que, em 1927, o Relógio tinha o simbolismo de marcar uma mudança de tempo na cidade. Naquela época, Manaus vivia uma crise, devido ao fim do ciclo da borracha.

O Relógio Municipal possui uma frase em latim gravada em volta do mostrador – “vulnerant omnes, ultma necat”, que em tradução livre diz: “todas ferem, a última mata”, significando que para tudo a um tempo de acabar, até mesmo a vida. As palavras lembram que um dia todos enfrentarão um momento crucial, para o qual nunca se está preparado, porque não há como saber a data exata de tudo.

Tradição

O maquinário do Relógio Municipal foi todo importado da Suíça e montado em base de pedra, pelos antigos ourives da cidade de Manaus, conhecidos como Pelosi e Roberti. Em 1945, a prefeitura abriu um edital que selecionou o senhor Faeiz Isaac Sahdo para atuar na administração do Relógio. Lá, ele atuou com sua barraca de conserto de relógios e também era responsável pela manutenção do maquinário suíço.

Foto: Alex Pazuello

Texto: João Paulo Gonçalves / Semcom

Site: http://www.manaus.am.gov.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
1
Olá!
Bem Vindo a Revista Digital mais querida da Amazônia!
Powered by