New Balance dá mais um passo para se aproximar das novas gerações
Não se exercitar pode ser tão ruim quanto fumar, diz pesquisador
Por que jogar ‘Fortnite’ é bom (ou não tão ruim) para o seu filho
Tudo sobre o Juma Amazon Lodge
Como combinar cores de roupas: 4 dicas simples e certeiras
Florença é a capital da moda masculina
Você sabe a diferença entre brinquedos educativos e pedagógicos?
Pousada Recanto dos Pássaros, conforto e tranquilidade em Presidente Figueiredo
OS BENEFÍCIOS DO GOSTO PELOS GIBIS, HQ’S E DESENHOS
looks com pochete e belt bag para você se jogar na tendência
Teatro Móvel quer inspirar crianças a trabalhar com tecnologia
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Puberdade precoce: saiba quais são os sinais

By  |  0 Comentários
Compartilhe nas Redes Sociais

Sabe aquele momento em que os pequenos mudam o comportamento e a famosa rebeldia pré-adolescente se instala? Pois é…. essa mudança repentina de “modos” está intimamente relacionada às mudanças biológicas dessa fase, a famosa puberdade. No entanto, embora este seja um processo natural do corpo, em alguns casos ele pode acontecer antecipadamente, sendo denominada puberdade precoce. Quando isso acontece, algumas consequências, como a desaceleração do desenvolvimento, podem impactar a vida das crianças. Mas como saber quais os sinais, as causas e o tratamento para a puberdade precoce?

Sinais que indicam puberdade precoce

Existem sintomas que são específicos por gênero e os que são comuns. Entretanto, é importante ressaltar que a puberdade precoce acomete até dez vezes mais meninas do que meninos. E, para além disso, os sintomas são mais visíveis nas meninas. Embora seja mais frequente e fácil de perceber nas pequenas, também é necessário muita atenção para os sinais dos pequenos.

A menarca – a primeira menstruação das mulheres – quando acontece antes dos oito anos de idade é o sinal mais claro de puberdade precoce. Entretanto, já é um sintoma tardio. Desta forma é importante se atentar a outras mudanças no corpo das meninas para procurar ajuda profissional antes disso.

Mas, afinal, como saber se meu filho sofre de puberdade precoce?

A puberdade acontece entre oito e treze anos de idade para as meninas e, para os meninos, entre os nove e quatorze anos. Qualquer manifestação dos sintomas que contamos abaixo antes dessas idades, é um sinal claro de puberdade precoce.

Para as meninas:

– Surgimento do broto mamário, ou seja, os primeiros sinais de seios;
– Cintura começa a ficar mais fina e o quadril a acumular mais gorduras;
– Crescimento dos ovários – com a possibilidade de cistos;
– Menarca.

Para os meninos:

– Alterações de tamanho e diâmetro do pênis;
– Penugem do rosto – aqueles primeiros fiozinhos de barba;
– O testículo fica mais volumoso;
– Alterações de voz – algumas desafinações, porém a voz já tende a ficar mais grave;
– Ombros e troncos começam a ficar mais largos;
– Sinais de proeminência laríngea (o gogó, ou pomo de adão);
– Ereção – seja ela induzida ou não.

Para meninos e meninas:

– Aparecimento dos pelos pubianos – e outros pelos em lugares que não existiam antes, como nas axilas;
– Os pelos das pernas ficam mais espessos;
– Crescimento mais rápido, ficando, geralmente, mais altos que as outras crianças da mesma idade;
– A pele fica mais oleosa e já existem sinais de acne;
– Mudanças de comportamento – lembra daquela rebeldia que falamos no começo do texto?
– Passa a ter odores corporais.

O que causa a puberdade precoce?

Nem sempre é fácil determinar a causa da puberdade precoce. Mas vamos discorrer sobre algumas por aqui. Antes, é importante saber que ela pode ser classificada de duas formas. A primeira é a central, quando as alterações hormonais são causadas pelo sistema nervoso central. Ou periférica, neste caso as mudanças surgem de outras partes do corpo, como tumores nos ovários ou testículos, ou meningite, por exemplo. Confira algumas possíveis causas da puberdade precoce:

– A puberdade precoce pode ter origem genética. Assim, se um dos pais passou por isso na infância ou tem um gene tendencioso, existem maiores chances. Entretanto isso não é uma regra, apenas uma maior predisposição. E, geralmente, as pequenas têm a menarca em idade próxima a de suas mães, embora isso também não seja uma regra.

– Tumores, meningite e outras doenças mais graves podem estimular a puberdade. É de suma importância, caso o pequeno tenha alguma patologia mais grave, o acompanhamento de um médico pediatra ou endocrinologista para diagnosticar antecipadamente – com exames clínicos e laboratoriais – a puberdade precoce.

– Ministração de hormônios sem a prescrição ou o acompanhamento de um profissional de saúde. Neste caso, pode ser tanto de forma oral, ou seja, medicamentos e suplementos, ou cutânea, pomadas e cremes.

– Alimentação e esportes também influem neste caso. Atletas com treinos muito intensos podem atrasar o processo de puberdade. Enquanto, por outro lado, a obesidade pode adiantá-lo. Embora, mais uma vez, não seja uma regra, apenas existem maiores chances.

– Pode ser, além de tudo isso, causada por estado emocional muito alterado. Pequenos que perdem um ente querido, ou que passam por algum tipo de violência, podem desencadear um processo de puberdade antecipado. Embora esta também não seja uma regra.

– E, por fim, pode ser idiopática, quando não existe causa aparente.

Procurando ajuda médica

Um médico é o profissional mais adequado para diagnosticar e intervir, se for o caso, na puberdade precoce. Desta forma, as visitas ao pediatra devem estar sempre em dia e, se notar o surgimento de quaisquer um dos sintomas acima, um endocrinologista também é indicado. O profissional de saúde é o único habilitado para avaliar os sintomas, propor um tratamento – caso seja necessário – e estudar as causas por trás disso.

Paula Piffer https://leiturinha.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.