Educando crianças sensíveis 8 medidas

O post de hoje é um assunto bem sério: disciplina.O assunto de hoje tem uma característica bem específica. Não é disciplina para todas as crianças, mas sim para as crianças sensíveis.

Como podemos disciplinar crianças que são mais sensíveis do que as outras? O seu filho é daquele que fica magoado com tudo e você fica pisando em ovos para chamar a atenção dele ou dar uma bronca? Isso pode ser um problema, pois é difícil conseguir discipliná-lo. E depois de uma certa idade, ele até poderá usar isso a favor dele, fazendo dramas maiores do que o necessário. Para te ajudar com essa difícil tarefa, listo 8 estratégias de disciplina para crianças sensíveis. Confira!

8 MEDIDAS PARA DISCIPLINAR CRIANÇAS SENSÍVEIS

EDUCANDO UMA CRIANÇAS SENSÍVEIS

Não há nada de errado em ser sensível. Na verdade, as crianças sensíveis podem ser as mais gentis e mais compassivas que você já conheceu. Por outro lado, criar uma criança sensível pode representar alguns desafios para os pais.

Crianças emocionalmente sensíveis são facilmente dominadas. Eles choram com frequência, estão sempre preocupadas se vão se meter em problemas e precisam de muita tranquilidade.

Algumas crianças sensíveis não são apenas emocionalmente sensíveis, mas são sensíveis a qualquer coisa física que desencadeie seus sentidos. Ruídos altos, luzes muito brilhantes etc. Eles podem temer grandes multidões e lutar para lidar com qualquer tipo de mudança.

Enquanto algumas pessoas acham que crianças sensíveis são apenas tímidas, há mais do que isso. Crianças sensíveis sentem cada emoção intensamente. Isso significa que eles provavelmente ficarão superexcitados, com mais raiva e super assustados.

Consequentemente, crianças sensíveis hesitam em tentar coisas novas e lutam para lidar com a frustração. E suas interações entre colegas podem sofrer quando outras crianças começam a se referir a elas como “o garoto que chora muito” ou “o garoto que fica bravo facilmente”.

Embora a disciplina rigorosa possa ajudar algumas crianças a mudar seu comportamento, é provável que punições severas causem mais problemas a crianças sensíveis. Por isso, é importante encontrar maneiras de nutrir e orientar uma criança sensível que pode estar lutando para prosperar em um mundo menos sensível do que ela.

Abaixo apresento algumas estratégias de disciplina que podem ajudá-lo a educar uma criança sensível.

1. ACEITE A SENSIBILIDADE DO SEU FILHO

Se seu filho for sensível, não tente mudar o temperamento dele. Em vez de vê-lo como “fraco e choroso”, enfatize os pontos fortes e as qualidades do seu filho.

Reconheça que algo que pode ser fácil para uma criança, em contra partida, pode ser bastante difícil para uma criança sensível. Então, ao invés de desencorajá-la a experimentar grandes sentimentos, concentre-se em ensiná-la a lidar com suas emoções de uma maneira socialmente apropriada.

Quando você estiver se sentindo frustrado e desejar que seu filho seja menos sensível, tenha em mente que é essa mesma sensibilidade que, muitas vezes, os leva a serem extremamente compassivos e gentis com os outros.

2. FORNEÇA MUITO TEMPO DE INATIVIDADE

Crianças sensíveis podem ficar muito incomodadas com grandes multidões, luzes brilhantes e ambientes caóticos. Por isso, é importante evitar o excesso de atividades para o seu filho.

Crie um “cantinho da paz” com atividades silenciosas como livros para colorir, fones de ouvido com música suave ou livros para ler e tente fazer seu filho usá-lo quando ele estiver se sentindo sobrecarregado. Um pouco de tempo de inatividade pode ser fundamental para ajudar uma criança sensível a recarregar as baterias.

3. ESTABELEÇA LIMITES

Embora possa ser tentador suavizar as regras para evitar perturbar uma criança sensível, as exceções constantes às regras não serão úteis a longo prazo. Você pode ser tentado a simplesmente ignorar um comportamento que você disciplinaria em uma criança menos sensível, simplesmente para manter a paz.

Seja flexível, mas lembre-se de que a disciplina ajuda a ensinar seu filho a se tornar um adulto responsável. Se sua disciplina for muito descontraída, ele não estará preparado para lidar com o mundo real. Ignorar a disciplina que você aplicaria com uma criança menos sensível nega à criança sensível a oportunidade de aprender e crescer experimentando as consequências de suas ações. Não precisa ter dó, mas sim explicar porquê ela está sendo disciplinada.

4. ELOGIE OS ESFORÇOS DO SEU FILHO

Crianças sensíveis precisam de muito incentivo. Elogie os esforços de seu filho, mesmo quando ele não for bem-sucedido. Há uma ressalva para isso, no entanto, e as crianças que são elogiadas, não importa o que fazem, geralmente têm uma auto-estima mais baixa do que aquelas que são.

Elogiar seu filho por fazer coisas que se espera que outra criança faça pode lhe dar a impressão oposta do que você pretende; como se você estivesse cobrando que ele faça o que outras crianças de sua idade fazem rotineiramente. O ponto é elogiar os esforços de uma criança e não os resultados desses esforços.

Um exemplo de elogiar os esforços do que os resultados seria dizer: “Gostei da maneira como você continuou tentando fazer a lição de matemática”. Deixe claro que muito trabalho e esforço são dignos de elogios, mesmo que o resultado não seja o melhor.

É especialmente importante elogiar quando seu filho diz a verdade. Crianças sensíveis tendem a mentir para sair do problema. Por isso, é importante elogiar uma criança por ser honesta, especialmente se a honestidade dela não a pintar favoravelmente.

Como observamos anteriormente, crianças sensíveis geralmente são muito compassivas e gentis. Ofereça louvor ao seu filho quando ela reconhecer os sentimentos dos outros.

5. DÊ RECOMPENSAS

As crianças sensíveis às vezes se sentem mal se “ficarem em apuros”, então simplesmente mudar a forma como você diz as coisas pode transformá-las em recompensa. Em vez de dizer: “Você não pode comer a sobremesa a menos que você coma todo o seu jantar”, diga: “Se você comer todo o seu jantar, poderá ganhar a sobremesa!”

Crie um sistema formal de recompensas para ajudar seu filho a celebrar marcos e mudar seu comportamento. Lembre-se de que uma criança sensível pode se sentir muito mal se não ganhar uma recompensa às vezes. Ofereça lembretes úteis como: “Você pode tentar novamente amanhã”.

Se você está vivendo com uma criança sensível, talvez queira dedicar um tempo para pensar em maneiras diferentes de expressar o que está dizendo no exemplo acima. As estratégias de reenquadramento são uma excelente maneira para os adultos reduzirem o estresse em suas vidas. Na reformulação cognitiva, uma situação não muda, mas sua reação o faz. No caso de uma criança sensível, a maneira como você fala o que você está dizendo pode ser feita de mais de uma maneira também.

6. ENSINE PALAVRAS SENTIMENTAIS

As crianças sensíveis precisam aprender a verbalizar seus sentimentos e também precisam aprender maneiras apropriadas de lidar com esses sentimentos. Use o coaching emocional para ensinar seu filho a identificar e lidar com sentimentos desconfortáveis de maneiras socialmente aceitáveis.

Crianças sensíveis geralmente mostram aos pais como se sentem com seus comportamentos. Ensine seu filho a identificar seus sentimentos com palavras. Ter um nome para representar como ela está se sentindo a ajudará a se comunicar melhor com você e permitirá que você entenda melhor o que ela está sentindo.

7. ENSINE HABILIDADES PARA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Habilidades de resolução de problemas podem fazer uma grande diferença na vida diária de uma criança sensível. Ensine seu filho como resolver problemas e ele vai ganhar confiança em sua capacidade de lidar com situações desconfortáveis.

USE CONSEQUÊNCIAS LÓGICAS

Crianças sensíveis precisam de consequências negativas, assim como todas as outras crianças. Só porque uma criança chora ou se sente mal, não significa que ele deve escapar das consequências.

Use consequências lógicas que ajudem seu filho a aprender lições de vida valiosas. Apenas certifique-se de que as conseqüências que você oferece se concentram na disciplina, e não na punição.

Pode ser um desafio saber como disciplinar melhor uma criança altamente sensível. De fato, alguns pais podem evitar a disciplina em um esforço para reduzir a dor e os comportamentos relacionados a essa dor. No entanto, sabemos que a disciplina é importante e, na verdade, fundamental para ajudar nossos filhos a encarar o mundo exterior como um adulto. As estratégias acima podem ajudar seu filho a obter os benefícios de uma disciplina cuidadosa, ao mesmo tempo em que poupa um pouco da angústia emocional inerente quando uma criança altamente sensível precisa de correção.

Artigos Relacionados