Depressão, não é frescura…

Esta edição de nossa coluna vou trazer aqui um problema que acomete milhões de pessoas. Leiam com muita atenção:

Depressão

Não é frescura…

Essa enfermidade será a 2ª maior questão de saúde pública em 2020, afeta cerca de 340 milhões e causa 850000 suicídios por ano em todo mundo. No Brasil cerca de 13 milhões de depressivos. Atualmente a depressão é 5ª, sendo que em 2020 deverá ser a 2ª, segundo a OMS. O mais perigoso desses números são os dados da OMS, os quais refletem que cerca de 75% das pessoas com DP não recebem tratamento adequado e específico. As mulheres são mais propensas a sofrer DP em comparação ao homem. Alguns estudos mostram que uma em cada 5 mulheres sofre desta doença, enquanto os homens é um em cada 10. Isso se deve a influência hormonal que a mulher muda ao longo da vida que aparece na puberdade, dias antes do período menstrual, pós-parto e menopausa.

TRISTEZA é igual DEPRESSÃO?

Não, embora pareça confuso pra você a tristeza é um estado agudo de duração curta, a tristeza sempre tem motivo. A pessoa sabe porque está triste. Embora a pessoa triste pode ter sintomas no corpo: Sentir um aperto no peito, taquicardia, chorar. Quem está triste costuma ter pensamentos repetitivos sobre a razão da tristeza. Já a DEPRESSÃO é uma tristeza profunda e sem conteúdo. Mesmo se algo maravilhoso acontecer, como ganhar na loteria ou passar no vestibular, a pessoa continuará triste.

Quais os sintomas? Vamos dividi-los em três:

Mente: Dificuldade de concentração (cognição), falta de memória, de inutilidade, pensamentos de morte ou suicídio (ideação suicida).

Corpo: Insônia ou excesso de sono, falta de energia, fadiga, alteração de apetite, perda de peso.

Comportamento: Perda de interesse em atividades antes prazerosas, (Anedonia) incluindo o sexo, inquietação, irritabilidade, isolamento.

Tipos de depressão:

Reativa: ou neurose depressiva, está depende de um fator externo desencadeante geralmente por perdas ou frustrações tais como separação, perda de um ente querido.

Depressão secundária a doenças orgânicas: AVC (Derrame), tumor cerebral doença da tireoide.

Depressão endógena: Por deficiência de neurotransmissores: exemplos depressão do velho, depressão familiar e psicose maníaco depressiva.

Álcool e outras drogas podem influenciar o aparecimento de depressão.

O diagnóstico segundo o DSM: 5 ou mais dos sintomas relacionados devem estar presentes dentre eles um é obrigatório->estado deprimido ou falará de motivação para tarefas diárias, há pelo menos 2 semanas.

Tratamento inicial deve incluir medicações antidepresssivas + psicoterapia, tratamento combinado é mais eficaz do que o TTO com 1 das opções. Psicoterapia e drogas são igualmente eficazes, mais a psicoterapia é mais relevante a longo prazo, pois ajuda o paciente a desenvolver novas formas de lidar com os sintomas é maior capacidade de racionalizar e adaptar-se aos problemas da vida.

Ouve- se por aí…

Você não tem nada! O que você tem é frescura. Faça uma viagem que passa. Você tem é falta de vontade. Você tem tudo e fica com essa frescura! Entre outros julgamentos, todos nós somos propícios a desenvolver uma vez que somos humanos e movidos por sentimentos então julguem menos e entenda mais sobre o assunto pra ajudar o próximo. Como prevenir?

Faça exercícios regulares pois isso aumento o nível de endorfinas, hormônios que permitem sentir alegria, bem-estar e agem contra sensação da dor.

Gerencie seu estresse, há muitas formas de lidar: Ioga, meditação, mantenha-se ocupado e concentre-se em uma atividade é fundamental para abater a depressão é ansiedade. Procure tranquilidade espiritual e descubra o que te faz feliz. Ajude o próximo pois isso ajuda você canalizar seus sentimentos em algo positivo, além de aumentar auto estima (causas voluntárias). Se você se identificou com os sintomas, procure seu médico pois ele irá te ajudar e tenha certeza que Depressão NÃO é frescura.

Dr. Luiz Martiniano

Artigos Relacionados