Curiosidades da França

A França é uma velha conhecida dos brasileiros, principalmente para turismo, mas com a crise no Brasil, cada vez mais brasileiros escolhem a França para morar e trabalhar. Veja como é o país, como é o custo de vida e outras informações importantes. Uma curiosidade é que a França é o país mais visitado do mundo, recebendo uma média de 82 milhões de turistas estrangeiros por ano…Os queijos também são especialidades dos franceses. O país produz cerca de 400 variedades do produto.

Não é à toa que a França é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros que viajam para a Europa. O país costuma proporcionar diversas experiências.

 

Pão francês não existe na França

Não pense que vá chegar numa padaria e encontrar aquele famoso pãozinho francês. Na verdade, esse famoso pão que estamos acostumados é brasileiro mesmo, porém, a receita surgiu como tentativas de imitar o verdadeiro pão francês.

No século XX, o nosso pão tinha aparência escura, e muitos brasileiros ricos que viajavam para a Europa ficavam encantados com os verdadeiros pães franceses (baguetes). Quando voltavam de viagem, descreviam os pães para as cozinheiras, que acabavam tentando imitar a receita apenas pela aparência.

Porém, não se prenda apenas ao pão quando entrar em uma padaria na França, aproveite para experimentar diferentes tipos de croissant, brioches, folhados, macarons, entre tantas outras coisas maravilhosas.

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.

 

Qualquer hora é hora de tomar vinho

O mundo inteiro sabe que o francês tem o hábito de tomar vinho regularmente, mas acho que só depois de viver na França a gente percebe que eles não precisam de um motivo ou comemoração para abrir uma garrafa de vinho.

Uma das curiosidades da França, inclusive, é que lá é muito comum tomar-se vinho no horário do almoço, durante a semana nas reuniões de negócio. O maior exportador de vinho do mundo considera a bebida um alimento e com o tempo nós vamos incorporando este costume também.

 

Queijo é patrimônio cultural e gastronômico

Aliás, queijo é outro patrimônio cultural e gastronômico do país e quanto menor e mais caseira a produção, mais eles gostam. Não se assuste em comer um pãozinho com queijo, de entrada e de sobremesa!

A França possui mais de 1.000 tipos de queijos e você vai encontrar inúmeros deles pelas feiras, mercados e restaurantes. Quem diria que o queijo seria tão importante para os franceses?

 

 

Sair à francesa não existe

Quem nunca saiu à francesa de uma festa ou reunião com família ou amigos? Pois é!

Na França ninguém costuma sair sem ser notado, pelo contrário, gostam de se despedir assim como nós. Quando isso acontece, os franceses dizem “sair à inglesa”. Nessa troca de expressão, resta saber se ingleses é que costumam mesmo sair sem serem notados.

 

Mercados são proibidos por lei de jogar comida fora

Em 2016, a França se tornou o primeiro país do mundo a proibir que estabelecimentos comerciais joguem comidas no lixo. Quando os produtos estão próximos à data de validade, os estabelecimentos precisam doá-los para ongs de caridade.

A lei que foi aprovada por unanimidade no congresso tem como objetivo a educação sobre o desperdício de alimentos. Com tanta gente passando fome no mundo, essa lei francesa poderia existir em todos os países, né?

 

A Páscoa na França

O feriado de Páscoa na França é comemorado na segunda-feira seguinte ao domingo de Páscoa e, não na sexta-feira, como a maioria dos países comemora. Confesso que achei isso um pouco estranho, porque achava que por ser o feriado cristão mais importante do mundo, seria comemorado no mesmo dia em todos os países.

As exceções

As únicas exceções são os territórios pertencentes à República Francesa: Guadalupe, Martinica, Guiana Francesa, Reunião e Mayotte – e para a região da Alsácia.

 

Casar com alguém falecido

A França deve ser o único país do mundo onde a legislação permite casar com alguém que já morreu, e isso é mais comum do que se pensa. O casamento póstumo acontece desde 1803, e consta no artigo 171 do Código Civil francês. Geralmente ele é concedido por “motivos graves” – vítimas de um ataque terrorista ou guerra, por exemplo.

Quem deseja realizar o casamento póstumo, precisa requerer ao presidente da França para que ele possa autorizar a união. Além disso, deve ainda comprovar que ambos tinham a intenção de se casar antes da morte, e a família do falecido deve estar de acordo.

 

A fotografia e o cinema foram inventados na França

Aposto que durante uma viagem para a França, os registros fotográficos são indispensáveis. Mas sabia que a fotografia foi inventada pelo francês Joseph Nicéphore Niépce em 1826? Como hoje registramos tudo tão instantaneamente, fica difícil imaginar que na época, a técnica demorava cerca de oito horas para registrar a imagem.

O cinema também foi inventado por franceses: os irmãos Lumière (Auguste e Louis), em 1895. Eles desenvolveram o primeiro cinematógrafo, que consistia em um equipamento de fotografia capaz de captar e projetar as imagens.

Com a invenção, os irmãos Lumière produziram uma série de curtas-metragens com imagens em movimento. O que na época era considerado apenas uma ferramenta científica, atualmente é uma das maiores e mais lucrativas indústrias do entretenimento do mundo.

Além disso, a França sedia anualmente o Festival de Cannes, um dos festivais de cinema mais famosos do mundo.

 

O cemitério é um ponto turístico em Paris

Pensar em visitar um cemitério pode soar um pouco estranho, mas o Cemitério do Père-Lachaise, em Paris é um dos mais famosos do mundo e muita gente o inclui no roteiro. Isso porque existem várias personalidades da filosofia, música, literatura, cinema e pintores enterrados no local.

Listamos algumas dessas personalidades:

  • Sully Prudhomme, escritor francês e ganhador do primeiro prêmio Nobel de Literatura);
  • Auguste Comte, filósofo francês considerado o pai da Sociologia e Positivismo;
  • Frédéric Chopin, compositor e pianista polonês;
  • Jim Morrison, vocalista da banda The Doors;
  • Édith Piaf, cantora francesa;
  • Maria Schneider, atriz francesa protagonista do filme “O último tango em Paris”;
  • Allan Kardec, codificador do espiritismo.

Fonte: https://www.eurodicas.com.br/franca/

Artigos Relacionados