Cirurgia plástica segura

Os riscos da cirurgia plástica são questões frequentes em pacientes que almejam realizar um procedimento cirúrgico.  É essencial ressaltar que o procedimento deve ser realizado da maneira mais segura possível, no paciente saudável, com o objetivo de garantir um resultado estético satisfatório sem danos à saúde. Para tanto, alguns itens são importantes quando decidimos operar:

O Cirurgião: Escolha um cirurgião que seja credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Isso assegura que ele preencheu todos os pré requisitos para praticar a cirurgia plástica segura. Na prática significa um menor risco ao paciente.

O tipo e a duração do procedimento: esclareça todas suas dúvidas e expectativas sobre o procedimento escolhido com seu cirurgião. Caso se pretenda realizar mais de uma intervenção, certifique-se de que a cirurgia pode ser finalizada em uma quantidade segura de tempo. Uma cirurgia estética isolada pode ser finalizada de uma a três horas. Uma combinada não deve demorar mais do que cinco a seis horas.

Compartilhe seu histórico médico: É importante que o cirurgião plástico tenha seu histórico e uma avaliação médica para determinar se você tem riscos de complicações ou se não é o candidato ideal à cirurgia estética. Informá-lo sobre quaisquer problemas de saúde e procedimentos anteriores realizados é imprescindível. Omitir até mesmo pequenos detalhes podem trazer sérias consequências.

Ambiente Cirúrgico: Se a cirurgia será realizada em um hospital, tenha certeza de que o hospital é acreditado ou credenciado pelos órgãos locais. A opção mais segura atualmente são os hospitais de grande porte, com suporte em terapia intensiva. A profilaxia da Trombose Venosa Profunda também é parte importante do nosso protocolo de cirurgia segura.

Artigos Relacionados