Artrose

A artrose é uma doença caracaterizada pelo desgaste da cartilagem. Cartilagem é uma estrutura semelhante a borracha que está presente nas articulações (juntas) que é onde dois ossos se conectam. Serve para lubrificar e proteger a articulação do atrito, facilitando o deslizamento. Até algum tempo atrás, a artrose era considerada apenas uma consequencia do envelhecimento humano. Hoje já se sabe que esse processo é mais ativo. As células da cartigagem (chamadas condrócitos) não conseguem mais se regenerar a partir de determinada idade ou por causa de uma doença prévia. Com o passar do tempo a cartilagem vai ficando mais fina e seca. No final desse processo ocorre o famoso contato osso com osso relatado pelos pacientes. A prevalência dessa doença em pacientes acima de 65 anos é de 60% em homens e 70% em mulheres.

Existem basicamente dois tipos de artrose:

Primária: sem nenhuma causa específica. Simplesmente “acontece”.

Secundária: quando se sabe a causa. Alguns exemplos são: fraturas, doenças inflamatórias ( reumatismo p.e.), infecção e sequelas de lesão de ligamentos ou meniscos.

O principal sintoma é a dor, que tem uma característica de piorar com os movimentos e melhorar com o repouso. Alguns pacientes podem apresentar deformidades da articulação, derrame (acúmulo de líquido) e creptação (sensação de areia na articulação).[

O Diagnóstico é feito a partir da história clínica, exame físico e exames complementares. A maior parte das artroses podem ser diagnosticadas com uma simples radiografia.

Tratamento.

Não é tão simples tratar artrose. Cada tipo de articulação tem um tratamento diferente. Nas articulações de carga (pé, tornozelo, joelho, quadril e coluna) a perda de peso é essencial. O pilar do tratamento é a fisioterapia que tem como objetivo a restauração do equilíbrio articular. Isso é feito através da diminuição da dor e, posteriormente, com exercícios de fortalecimento articular. Nesse momento a atividade física é importantíssima. No que tange medicamentos devemos dar preferência para analgésicos (dipirona, paracetamol p.e.), pois uso crônico de anti-inflamatórios pode levar a uma série de problemas. O tratamento cirúrgio está indicado para alguns tipos de artrose após a falha desse tratamento conservador.

Artigos Relacionados

Amanda Tudis