Alimentando-se de maneira Inteligente

Ter um corpo saudável e bonito é o desejo da maioria das pessoas, porém sem a devida informação essa tarefa se torna muito difícil. Dietas milagrosas surgem na internet cada vez mais, algumas até funcionam na perda de peso, porém a que preço? A saúde! Além disso, você sabia que o ovo não é mais o inimigo número 1 do colesterol? Que comer também ajuda a gastar calorias? E o tão comentado “não contém Glúten”, saberia dizer o que isso influencia em nossas vidas?

Para esclarecer todas essas dúvidas, curiosidades e falar um pouco mais sobre como a tecnologia pode nos ajudar na busca pela saúde, estivemos com a Dra. Liciana Correia. Ela é Nutróloga pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especializada em estética corporal, obesidade, medicina preventiva e performance esportiva.

Doutora, o que exatamente a nutrólogia estuda e quais são os benefícios que um acompanhamento com um bom profissional nos traz?  

A Nutrólogia é a especialidade médica que tem como principal objetivo prevenir, diagnosticar e tratar enfermidades nutroneurometabólicas do ser humano. Na parte esportiva, por exemplo, o acompanhamento em uma alimentação focada na prática de atividades físicas, proporcionam melhores rendimentos e uma longevidade maior e mais saudável.

O que pode ser considerada uma boa alimentação? 

Ela se baseia no equilíbrio entre a quantidade de energia ingerida, consumo de macronutrientes, que englobam os carboidratos, lipídios e proteínas, e dos micronutrientes que incluem as vitaminas e minerais. Todos na quantidade adequada para a manutenção das funções vitais do ser humano.

A quantidade desses nutrientes depende do perfil metabólico de cada indivíduo, e muda ao longo das fases da vida, como na infância, adolescência, gestação, adulto e  idoso.

Quanto aos diversos tipos de dietas radicais e milagrosas que vemos por ai, como a da sopa, da proteína, entre outras que prometem a perda de vários quilos em um mês. É um risco para a pessoa fazer esses tipos de dietas sem um acompanhamento profissional? 

Com certeza. Nós necessitamos ter uma dieta que seja equilibrada entre os macro e micronutrientes já comentados. Sem isso podemos ter deficiência ou excesso de nutrientes, comprometendo as funções básicas do organismo, e manutenção da saúde.

Comer ovos diariamente faz mal a saúde?

O mito de que a gema do ovo aumenta o risco de doenças cardiovasculares ainda é foco de muitos questionamentos. Os estudos clínicos, mostram que o colesterol da dieta eleva tanto os níveis de LDL (conhecido como o colesterol ruim) como de HDL(conhecido como o bom), ou seja, o consumo de ovos não altera o risco de doença cardíaca. É possível consumir um ou dois ovos por dia, afinal é um importante componente da dieta, além de possuir um bom preço e bom valor nutricional.

Muito se ouve hoje em dia que devemos comer de três em três horas. Quais os benefícios que isso causa ao corpo? 

Além do gasto calórico basal ou de repouso e o proveniente da atividade física, também gastamos calorias devido ao efeito térmico dos alimentos. Esse efeito corresponde à digestão, absorção e metabolização de seus nutrientes. Quando comemos de 3 em 3 horas, aumentamos a utilização de energia gasta por esse efeito, além de mantermos um controle na saciedade, alimentando-nos em intervalos menores.

O que a tão famosa frase “Não contém Glúten” nos rótulos dos alimentos, influencia na alimentação de maneira geral? 

Segundo o Centro Internacional de Pesquisas para o Desenvolvimento (IDRC), metade de todas as calorias consumidas no planeta vem de apenas três alimentos: arroz, milho e trigo. O trigo é o mais cultivado deles, e está em muitas comidas que as pessoas consideram especialmente gostosas, como pão, cereais matinais, pizza, massas e cerveja. Porém ele virou o novo vilão da alimentação. Tudo por causa de uma proteína que traz dentro de si: o glúten. O trigo primitivo não continha glúten, mas era pouco produtivo e ruim para fazer pães. Acredita-se que a gliadina, uma das duas proteínas do glúten, age sobre os receptores cerebrais causando uma sensação imediata de prazer, da mesma forma que uma droga. Com isso, ingerir trigo causa a vontade de comer mais e consequentemente o aumento no ganho de peso.

Manter uma rotina tão regrada de atividades físicas e alimentação pode não ser tarefa muito fácil para algumas pessoas. Qual conselho você daria para motiva-las?

Eu costumo pensar que o alimento não é mais forte do que a minha vontade de me manter bem e saudável, então tento ter autocontrole nos momentos no qual aquele alimento não é permitido no meu cardápio. Sempre procuro ingerir comidas saudáveis que possam substituir as indesejáveis, também possuindo um sabor agradável. Às vezes sair da rotina e aderir a pequenos prazeres em situações especiais, também não vai atrapalhar seus objetivos. O ideal é fazer da sua alimentação e dos exercícios físicos um estilo de vida, não uma obrigação.

Encontre:

Clínica da Pele dermatologia -Rua Maceió, 467, Vieiralves.

( Segunda, Terça e Sexta-feira no período de 08:00 às 12:00h).

Fones: (92) 3198 3838, (92) 99181 1068, (92) 99142 5294.

Instagram: @dralicianabraga

Site: www.dapeledermatologia.com.br

Artigos Relacionados