Dr. Medre Henrique: Pediátria Ortopédica

By  |  0 Comentários

Confiança, credibilidade e esperança são elementos essenciais para um atendimento médico satisfatório. 

Para quem trabalha com as crianças diariamente sabem que dentre suas principais características temos a sinceridade, o bom humor e sempre rindo e brincando constroem seu maravilhoso mundo. E Dr. Medre Henrique não vê a profissão como um trabalho, e sim como uma diversão. “Não é fácil tratar criança, é outro universo, e é neste universo que encontrou o carinho e o amor das crianças “descreve. 

O que é um ortopedista pediátrico? 

É uma subespecialidade dentro da Ortopedia, dedicada a arte de corrigir e prevenir deformidades em criança e adolescente, tratando e acompanhando as doenças mais comuns que aparecem nessa fase. Existem várias particularidades no tratamento das crianças, pois os ossos são diferentes e ainda estão em crescimento. Pequenas correções, ajustes de desvios ou imobilizações de qualidade podem fazer muita diferença para um crescimento normal.

O que é Displasia Congênita de Quadril? 

A displasia do desenvolvimento do quadril (DDQ) consiste num espectro de alterações que afeta o quadril em crescimento, onde nos podemos encontrar vários graus de alteração, incluindo um quadril anormal conhecido como displasia, associada ou não a um deslocamento parcial (subluxação) ou completo (luxação) da cabeça femoral. 

Como é feito o diagnóstico? 

Quando a criança iniciar a idade de marcha, por volta dos 12 meses de idade, os sinais clínicos tornam-se mais óbvios como a dificuldade de abrir a perna, e quando anda a criança claudica (manda).

O que causa a displasia congênita de quadril?  

A razão ainda e desconhecida, sabe-se quem afeta em menor frequência os indivíduos da raça negra, e por outro lado um acometimento maior nos italianos e descendentes. 

Nos fale um pouco sobre os formatos dos pés das crianças?

O pé plano por definição é um tipo de pé que corresponde com o arco medial (a covina) baixa ou ausente, porém isso não quer dizer que estamos diante de um pé anormal, ou um pé doente. E completamente natural a criança quando começa a andar ter os pés sem a curva ou pouca curva, isso se da devido a frouxidão ligamentar que todas as crianças apresentam nesta idade. Aos 4 a 6 anos de idade é esperado que o arco se forme, claro que isso irar ter influência genética também, se um dos pais ou avós terem o pé plano, pode ser que a criança herde essa característica genética e tenha um pé plano também, sem a curva. Apenas 3% desses pacientes detectados na infância tornar-se-ão sintomáticos e incapacitantes na vida adulta.

Apesar de ser um tipo de pé completamente normal, e necessário que os pais fiquem atento para os sinais de alerta (dor ao caminhar, rigidez, fadiga e deformidade grave) devem levar o seu filho para uma avaliação com um ortopedistas pediátrico e seguir com um tratamento caso necessário.

Ortopedista alerta para o perigo do excesso de peso em mochilas

É falso ou verdadeiro dizer que excesso de peso nas costas das crianças é prejudicial à saúde? 

Sim, e completamente verdadeira o excesso de peso que as crianças carregam na mochila do colégio e prejudicial para o desenvolvimento da criança, inicialmente o uso incorreto causa dor muscular; no longo prazo, há o risco de problemas na coluna, como cifose ou escoliose. 

O que você considera peso excessivo?  

O peso que as crianças e os adolescentes carregam não pode ultrapassar 10% do peso corporal.  Um estudante de 50 quilos, por exemplo, ele deve transportar mochila de até 5 quilos, que deve ser composta de três pontos de apoio: um em cada ombro e o terceiro, por meio de uma alça extra, que prender na cintura. Desta forma dividiremos o peso de sobrecarregar a coluna.

Ortopedista alerta para o perigo do excesso de peso em mochilas 

 A mochila deve ser feita de material leve (vazia, ela não pode pesar mais de um quilo)

• Peso total da mochila, de acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), não deve ultrapassar 10% do peso da criança ou do adolescente

• O tamanho do modelo usado nas costas não deve ultrapassar a largura do tronco nem a altura dos ombros; a parte inferior deve ficar pelo menos oito centímetros acima da cintura

• As alças devem ser largas, acolchoadas (para dividir o peso) e com cinta abdominal acionada para evitar oscilações.

• Crianças menores devem usar mochilas com rodinhas maiores

• O puxador da mochila de rodinha deve se estender até chegar ao alcance da mão do aluno para que seu corpo fique reto e não haja torção ou inclinação do tronco

• Poucas divisórias inibem o acréscimo de itens desnecessários

• Deve-se evitar carregar brinquedos e artigos desnecessários para a escola

• Levar apenas o material escolar a ser usado no dia (para isso, deve-se verificar a grade horária diariamente)

 

Dr. Medre Henrique Araújo de Oliveira (CRM- 7496 / RQE: 3715), é Graduado em Medicina pela Universidade Nilton Lins, Graduação em Ortopedia e Traumatologia pela Fundação Hospital Adriano Jorge.

Graduado em Ortopedia Pediátrica pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT) pela Faculdade de Medicina da USP.

Consultório Dr. Medre Henrique de Oliveira
Avenida Mário Ypiranga, 315B, Sala 1413
Fones: 092- 98415-0303 / 33 42-9091
www.drmedrehenrique.com.br
Instagram dr.medrehenrique

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.