Porque ensinar paciência para as crianças?
Como Virar o Jogo no mundo das Incertezas
VOCÊ SABE O QUE FAZ O PROFISSIONAL DA CONSULTORIA DO SONO?
Em homenagem ao Dia do Poeta, o Suanam recebe ‘O Espinhaço’
Prefeitura começou os preparativos para o Boi Manaus 2019 e o trânsito na Ponta Negra sofrerá alterações
Explicando a depressão para crianças
Pantone e Arezzo lançam collab com cores exclusivas para o verão, Confira!
O Parque Cidade da Criança celebrou o Dia das Crianças com uma programação bem extensa
PAPO DE CAFEZINHO E O DIREITO DO CONSUMIDOR
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

35 coisas interessantes sobre paris

By  |  0 Comentários
Compartilhe nas Redes Sociais

Paris deve seu nome aos parísios, um povo celta que vivia na região desde a Idade do Ferro. Os celtas eram um conjunto de povos que habitavam uma grande extensão da Europa, entre eles os gauleses.

A região habitada pelos gauleses era chamada pelos antigos romanos de Gálias. Compreendia o atual território da França. Os gauleses mais famosos da cultura pop (quadrinhos, TV e cinema) são Asterix e Obelix.

Ao derrotar o líder Vercingetórix e conquistar a Gália, os romanos batizaram a atual cidade de Paris de Lutécia.

Paris é cortada por um dos principais rios da Europa: o rio Sena. Ele deságua no oceano Atlântico, mais propriamente no Canal da Mancha.

image

Paris fica numa região administrativa chamada Île de France (Ilha de França), que também engloba cidades como Versalhes, Essone, Val-de-Marne, Meaux e Seine-Saint-Denis. Ao todo, essa região metropolitana possui 11,6 milhões de habitantes (dados de 2 014).

A França é o país que recebe mais turistas em todo o mundo. São cerca de 80 milhões de visitantes anuais. Desses, 25 milhões passam pela cidade de Paris.

Paris possui o 7º maior sistema de metrô do mundo. Com 212 quilômetros, ele é quase três vezes mais extenso do que o metrô de São Paulo.

Um dos maiores museus do mundo (e também o mais visitado) é o Museu do Louvre, em Paris. Suas coleções de objetos históricos e obras de arte atraem em torno de 9 milhões de visitantes por ano.

image

O fluxo de turistas em Paris é tão grande que quase todos os atendentes – seja de uma loja sofisticada ou de um simples bistrô – falam dois ou três idiomas. Nos últimos anos, aumentou consideravelmente o número de atendentes que falam chinês.

Nem todos os brasileiros de passagem por Paris perceberam, mas a maioria dos bares e restaurantes com mesas na calçada possuem cadeiras voltadas para a rua. Será para admirar a cidade?

Outra coisa que nem todos os brasileiros sabem: é possível encontrar três réplicas da Estátua da Liberdade em Paris (claro que não são tão grandes quanto a original). Aliás, a Estátua da Liberdade e o Cristo Redentor foram em grande parte erguidos com as mãos de artistas e operários franceses.

Mais uma: existem quatro Arcos do Triunfo na Cidade-Luz. O mais famoso é um monumento que celebra as vitórias militares de Napoleão Bonaparte, que ordenou a sua construção em 1 806.

Paris possui um arco que em muitos aspectos lembra um Arco do Triunfo. É o Arco de La Defénse, o mais moderno bairro da capital francesa.

image

Com quase 2 quilômetros de comprimento, a Champs Elysées (Avenue des Champs Elysées) é a avenida mais famosa de Paris (e, para falar a verdade, de todo o planeta). Ela liga o Arco do Triunfo ao Arco de La Defénse. Possui cinemas, lojas e restaurantes sofisticados. É uma das avenidas com o metro quadrado mais caro do mundo.

O obelisco da Praça da Concórdia (Place de la Concorde) é um milenar obelisco egípcio retirado do templo de Luxor. Ele tem idade aproximada de 3 300 anos. A praça onde está localizado é a segunda maior da França.

Localizado nas imediações da Praça da Concórdia, o Jardim das Tulherias é um dos mais importantes parques de Paris. Foi criado no século XVI por ordem de Catarina de Médicis.

Ao contrário do que muitos pensam, o palácio de Versalhes não fica em Paris. Ele foi construído na cidade de Versalhes, na periferia da Cidade-Luz. Foi durante muito tempo residência da família-real francesa.

Um dos mais visitados pontos de atração turística de Paris é um cemitério. Aberto em 1 803, o Père Lachaise abriga os túmulos de diversas personalidades do mundo das artes: Oscar Wilde, Honoré de Balzac, Jim Morrison, Marcel Proust, Eugène Delacroix, Amedeo Modigliani, Sarah Bernhardt, Èdith Piaf e Molière. É muito procurado por brasileiros que desejam visitar a sepultura de Allan Karde.

image

Localizado num edifício que antigamente abrigava uma estação ferroviária, o Museu d´Orsay abriga um importante acervo de arte do século XIX, principalmente impressionista. Entre os artistas com obras ali expostas estão Auguste Renoir, Claude Monet, Edgar Degas, Paul Gauguin e Vincent Van Gogh.

O monumento mais visitado de todo o planeta é a Torre Eiffel. Ela foi projetada pelo arquiteto Gustave Eiffel e construída para a Exposição Universal de 1 889. Com 324 metros de altura, foi durante muito tempo a estrutura mais alta da França. Possui em seu interior diversas lojas, além de um restaurante.

image

A Torre Eiffel funciona também como uma antena de rádio. Ela abriga ainda um aposento que, por acordo, devia funcionar como quarto privativo de Gustave Eiffel.

A Torre Eiffel devia ser desmontada após o término da Exposição Universal, mas acabou ficando e se perpetuando na paisagem da Cidade-Luz. Para isso, ela deve receber uma manutenção pelo menos a cada sete anos (são 7 000 toneladas de ferro, aço e outros materiais que precisam ser mantidos).

A Catedral de Notre-Dame é uma das mais antigas catedrais francesas. Sua construção – totalmente em estilo gótico – foi iniciada em 1 163. Foi lá que Joana D´Arc foi beatificada e Napoleão Bonaparte coroado.

Você sabia que é possível subir nas torres da Catedral de Notre-Dame? Os turistas podem ter uma bela vista de Paris a partir dessas torres. O problema: a enorme fila de visitantes.

Embora menos famosa, a basílica de Sacré-Couer (Basílica do Sagrado Coração, em português) é outro belíssimo cartão-postal de Paris. Está no alto de uma colina no bairro de Monte Martre, de onde pode-se admirar a paisagem parisiense. Ele é quase que totalmente construída em mármore, o que lhe dá uma tonalidade branca.

Construído em 1 889, o Moulin Rouge é o mais famoso cabaré da Europa. Simboliza as noites boêmias de Paris. Seu ambiente e suas bailarinas de can can foram fielmente retratados pelo pintor Henri de Toulouse-Lautrec.

Mais antiga do que o Moulin Rouge, a casa de shows Bataclan foi inaugurada em 1 864. Seu nome é uma referência a uma opereta do compositor alemão Jacques Offenbach chamada Ba-ta-clan. Abriga atualmente muitos shows de pop e rock. O Bataclan foi cenário de uma ataque terroristas em novembro de 2 015. Armados até os dentes, os terroristas islâmicos mataram cerca de 100 pessoas.

No quesito atração mórbida ganham as catacumbas de Paris. Calcula-se que elas contenham os restos mortais de 5 a 6 milhões de pessoas. Os únicos diretamente sepultados lá foram os mortos da Revolução Francesa. Outra curiosidade: elas são citadas em diversas obras, entre elas, Os Miseráveis, de Victor Hugo.

Museu do Louvre? Museu D´Orsay? Quem não quiser visitar esses pontos turísticos “manjados”, deve saber que Paris oferece museus bastante curiosos: Museu da Caça, Museu dos Vampiros, Museu do Ar e do Espaço e Museu do Esgoto. Por sinal, é possível fazer uma visita guiada aos esgotos da capital francesa.

Torrei Eiffel? Arco do Triunfo? Quem quiser conhecer uma Paris mais divertida – inclusive para crianças – pode visitar a Eurodisney, um parque da Disney localizado em Marné-La-Velle, na região metropolitana da cidade.

O Eurodisney é o parque de diversões mais visitado da Europa. Mas não é o único grande parque do continente. A própria região metropolitana de Paris possui outro parque bastante interessante: o Parque Asterix. As atrações remetem ao mundo dos gauleses Asterix e Obelix.

(FILES) - A file photo taken on March 31, 2012 shows Disney character Mickey posing in front of the Sleeping Beauty Castle at Disneyland park as part of the 20th birthday celebrations of the park, in Chessy, near Marne-la-Vallee, outside Paris. Euro Disney, which runs Disneyland Paris, a top European tourist attraction, announced on October 6, 2014 it was receiving a one-billion-euro refinancing package to overcome a crisis after a sharp fall in visitor numbers and spending. Shares in the company plunged by nearly 12.0 percent in initial trading in Paris. The plan includes a cash infusion of 420 million euros ($526 million) by the parent company, US-based Walt Disney Co, and a conversion of 600 million euros of debt owed to Walt Disney into equity, the company said in a statement. AFP PHOTO / THOMAS SAMSONTHOMAS SAMSON/AFP/Getty Images ** OUTS - ELSENT, FPG - OUTS * NM, PH, VA if sourced by CT, LA or MoD **

Dizem que Paris é uma cidade tão bonita que até Adolf Hitler evitava bombardeá-la durante a ocupação nazista na Segunda Guerra Mundial.

É possível encontrar pessoas de todos os lugares do mundo em Paris. A profusão de idiomas nos cafés, restaurantes, casas de shows e museus é impressionante. Nos últimos anos, aumentou a concentração de turistas chineses.

A França possui o maior número de muçulmanos da Europa. Em Paris, eles representam mais de 15% da população.

Os parisienses – e os franceses de modo geral – desconhecem o pãozinho francês.

Lista de personalidades nascidas em Paris: Èdith Piaf (cantora), Claude Monet (pintor), Edgar Degas (pintor), Molière (dramaturgo), Jean-Paul Sarte (filósofo), Auguste Rodin (escultor), Simone de Beauvoir (filósofa), Jean Genet (escritor e dramaturgo), François Truffaut (cineasta), George Sand (escritora), Alfred de Musset (poeta e dramaturgo), Charles Baudelaire (poeta), Sarah Bernhardt (atriz), Émile Zola (escritor), Anatole France (escritor), Gaston Leroux (escritor), Paul Signac (pintor), André Gide (escritor), Francis Picabia (pintor e poeta), Georges Seraut (pintor), André Comte-Sponville (filósofo), Isabelle Adjani (atriz), Bernard Lacoste (estilista), Jean Renoir (cineasta), Edgar Morin (filósofo), Jean-Baptiste Debret (pintor e gravurista), Gustave Moureau (pintor), Simone Weil (escritora e filósofa), Henri Bergson (filósofo).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1
Olá!
Bem Vindo a Revista Digital mais querida da Amazônia!
Powered by